Só Na Serra Dos Carajás... ruas um gavião-real comendo a presa.

Gavião-real, harpia, harpia hapyja, águila arpía, Harpy Eagle, gavião-de-penacho, guiraçu, fotos, animal, uiraçu, carajás, serra dos carajás, aves da serra dos carajás, parauapebas, gavião-real alimentando, fotos de gavião-real, fotos de harpia, natureza, blog natureza e conservação, nature, birds, birding, birdwatching

Já pensou em estar caminhando pelas ruas da cidade e dá de cara com um gavião-real (harpia harpyja) tranquilamente pousado em um gramado com sua presa nas garras? Na Serra dos Carajás, no Pará, isto parece ser uma situação normal e foi registrado recentemente com um celular por um morador local.

Nas fotos compartilhadas via WhatsApp é possível ver um indivíduo de gavião-realpousado no gramado próximo a uma passarela de pedestres. O registro tem uma importância relevante porque mostra o momento exato em que a ave tem em suas presas um espécime de quati.

Não foram passadas muitas informações referentes ao flagra deste indivíduo degavião-real predando o quati, mas as imagens indicam que o animal mostrou-se indiferente a presença humana, demonstrando que a espécie está familiarizada com a presença das pessoas.

Segundo moradores de Carajás é comum ver o gavião-real na área urbana do núcleo. Eles são sempre vistos pousados nas árvores da praça do bosque e nas proximidades do hospital. “Como tem muitos quatis, cutias e outras espécies que circulam pelas ruas, avenidas e quintais das residências, eles ficam só observando estas presas, esperando o momento certo para atacar”, explica um morador local.

Gavião-real, harpia, harpia hapyja, águila arpía, Harpy Eagle, gavião-de-penacho, guiraçu, fotos, animal, uiraçu, carajás, serra dos carajás, aves da serra dos carajás, parauapebas, gavião-real alimentando, fotos de gavião-real, fotos de harpia, natureza, blog natureza e conservação, nature, birds, birding, birdwatchingEste não foi o primeiro registro do gavião-real  se alimentando na área urbana de Carajás. No site doWikiaves há outros dois registros, de agosto de 2014 e julho de 2015, feitos, respectivamente, por Marcos Cruz e Rodrigo Dela Rosa, em que um indivíduo do gavião-real capturou uma Cutia e um Quati para se alimentar. “Uma oportunidade única e indescritível, ver a ave solta, se alimentando e tão perto. Observei, filmei e a fotografei com o celular de dentro do carro. Deu até para ouvir ela quebrando as costelas do quati”, comenta Dela Rosa.

Cravado no centro da Floresta Nacional de Carajás, o núcleo urbano guarda belas surpresas quando o assunto é aves. São quase 600 espécies catalogadas para a região e muitas delas podem ser vistas na área urbana de Carajás.

Comentários

Postagens mais visitadas