"A GENTE NÃO VIVE SEM O TAPAJÓS!"


...Foi assim nos anos 70, durante a ditadura civil-militar, voltou a ser assim neste momento, quando o governo democrático do PT anunciou as grandes hidrelétricas do Tapajós. O curioso é que, para facilitar o caminho para a implantação de São Luiz do Tapajós, a presidente Dilma Rousseff simplesmente arrancou, em 2012, uma fatia de 18,7 mil hectares do Parque Nacional da Amazônia, reduzindo a área de preservação ambiental. O naco amputado foi justamente a parte do território de onde o povo de Montanha e Mangabal tinha sido expulso. É fácil perceber por que os desígnios do Estado são inacessíveis para as populações por eles atingidas....

A GENTE NÃO VIVE SEM O TAPAJÓS

Comentários

Postagens mais visitadas